jusbrasil.com.br
1 de Junho de 2020

Os negócios digitais na era coronavírus

A pandemia mudou a forma de nos conectar e todos teremos que nos adaptar aos negócios digitais.

Bárbara Lopes, Advogado
Publicado por Bárbara Lopes
há 2 meses


Os negócios digitais já eram uma realidade no Brasil há algum anos. No entanto, em apenas algumas semanas esse tipo de negócio se tornou crucial para o dia a dia das pessoas por aqui e no mundo todo.

Em meados de dezembro/19 a China emitiu um alerta sobre essa nova doença que estava afetando algumas pessoas em uma de suas províncias, sendo comunicado a Organização Mundial da Saúde (OMS).

Em questão de alguns meses a nova doença, agora chamada coronavírus já havia se espalhado por todo o mundo.

Mas, quem diria que uma pandemia iria mudar radicalmente a forma como as pessoas se relacionam? Alguns pesquisadores da área da saúde e até pensadores mundialmente conhecidos como o Bill Gates já haviam anunciado que algo parecido poderia acontecer. Contudo, viver essa realidade está mudando tudo!

Como o coronavírus mudou os negócios digitais?

Muitas relações de consumo já eram realizadas pelo mundo antes do coronavírus. Em especial, compra de produtos. Lojas inteiras que foram remodeladas para atender um público cada dia mais crescente nas redes sociais.

A facilidade de não ter que sair de casa, o problema de ter que carregar o produto na loja física (caso de televisões ou outros objetos pesados) e até mesmo não ter contato com outras pessoas contribuíam para que consumidores preferissem a praticidade a ter que comparecer a uma loja física.

Contudo, com a chegada do coronavírus, os governadores solicitaram a população que fique em casa a fim de evitar a proliferação desta doença altamente contagiosa e, assim, inicia-se a maior quarentena já registrada na história do país.

Isso fez com que padarias, lojas de brinquedos, lojas de roupas, psicólogos, bares, lojas de conveniência e até advogados foram se abrigar nos negócios digitais para continuar com a sua renda e manter o negócio.

Hoje, o Brasil vive um ambiente totalmente diferente, como negócios digitais sendo fechados a todo momento. Seja o idoso solicitando a sua compra da semana via aplicativo, quanto os psicólogos que atendem via skype. Um verdadeiro afloramento de um mercado digital totalmente novo.

E como será o futuro dos negócios digitais após o coronavírus?

Grandes são as expectativas para o futuro. Uma certeza que permanece é a de que os negócios digitais ficarão cada vez melhores e mais abrangentes.

Muitas ainda são as áreas de negócio que terão que se reinventar de alguma forma para entrar nesse mercado digital e, quanto mais o diálogo e a necessidade melhores ideias virão.

Além do mais, em tempos de quarentena tudo o que for mais fácil, prático e abrangente para o consumidor, mais clientes e adeptos essa ideia terá.

Nunca foi tão importante ter um site, uma rede social, um aplicativo de ligação ou mensagem, ou seja estar conectado ao seu cliente. Não só se ligar ao seu cliente, mas também ao seu concorrente. Ideias novas virão e quem implementá-las com sucesso permanecerão no mercado digital.

Para isso, imprescindível estar atento ao que o mercado está fazendo, não só o seu concorrente mas o mercado em geral. Cuidar dos clientes que se tem hoje é outro bom investimento e que irá gerar frutos quando a pandemia passar.

No mais, os negócios digitais estão ai para ficar. É necessário se adaptar para sobreviver neste novo mundo que estamos vivendo e que irá mudar completamente a forma com que fazemos negócios e até a visão que temos dos negócios digitais.

Gostou texto? Deixe um comentário.

Vamos trocar ideias, eu também estou no Instagram: @barbaralopes.adv.

0 Comentários

Faça um comentário construtivo para esse documento.

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)